Memento Mori nº 2.526.245.268

/
2 Comentários
Quantas das centenas pessoas mortas no Rio, sendo tiradas inanimadas da lama e do lixo, não estavam comemorando felizes o Reveillon há duas semanas atrás... não chegaram nem na primeira quinzena do ano... nem no dia de São Sebastião, patrono do Rio... nem em fevereiro... Memento mori!

***

E parem de se auto-flagelar se culpando por desastres naturais. Efeito estufa virou religião, e má religião. Penitentes medievais achavam que a peste bubônica era causada pelos seus pecados, e se auto-flagelavam para combater o mal. O homem moderno e científico hoje vê isto e se ri. E se auto-flagela achando que qualquer frio ou calor é o tal "aquecimento antropogênico". Faz penitência brava com com créditos-carbono, reciclagens inúteis, trocas caríssimas de combustível, e muitas ladainhas ambientais apavoradas.

Quem pensa que a chuva forte de hoje é culpa do escapamento do seu carro é como o homem que a sete séculos atrás achava ser a doença um castigo por seus crimes. Os medievais não entendiam de microbiologia, nós ainda não entendemos de clima. Pelo menos os medievais estavam em erro porque não faziam a mínima idéia do assunto. Já nós - tão espertos - estamos em erro porque conhecemos superficialmente o assunto.


Você também pode gostar

2 comentários:

  1. Muitas foram para o céu, ou ao menos para o purgatório. Têm, pois, o seu lado bom as catástrofes.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Frei Rojão, por esta postagem mais que esclarecedora. Certo estava Chesterton, que dizia que quando o homem deixa de acreditar em Deus, acredita em qualquer coisa ... (acho que é isso)

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.