Eleições em Anhangá-Açú

/
0 Comentários
Como estão as eleições aqui? Mortas. Nem parece eleições. Ninguém quer saber de nada. Algum deputadinho anda com o carro de som aqui e acolá e só.

A Igreja - como a sociedade - dormita. O monolito da teologia da libertação já não empolga mais. Os padres jovens ainda falam inevitavelmente mal do capitalismo na parábola do rico e Lázaro, muito mais porque não receberam ensino diferente. Falam, mas não se empolgam muito. Os folhetos dominicais, que há muito aboli, ainda tem mensagens esquerdopatas, mas o povo anda tão despolitizado que nem isto entendem. E mesmo quando faço referências ao perigo de candidaturas alheias ao pensamento cristão, poucos compreendem.

D. Tersites Wilson Câmara Marques de Montfort está estranhamente silencioso. Alguns dizem que anda doente. Outros dizem que é a iminência da visita Ad Limina - ou como diria a piada: "Visita E-limina". Pe. Helder, nosso querido vigário episcopal da zona leste, maçon e hipócrita, continua balançando a pança e perseguindo implacavelmente aqueles que não entram em seu círculo de bajuladores paroquianos. Abriram uma igreja evangélica em frente à paróquia prometendo num grande cartaz "desamarração financeira". E eu no último domingo pregando sobre o pobre Lázaro... Dá para competir assim? 

Eleições... tantos candidatos prometendo diabolicamente o paraíso na terra... E o povo... pobre povo... como ovelhas sem pastor, ou com mercenários que se travestem de pastores...

Tudo como antes. Passo a passo rumo à cruz. E Deus vai obrando seu desígnio...


Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.