Politica Eclesiástica Para Conservadores Campanha Da Fraternidade Dom Tomás Balduíno No Inferno, uma novela piedosa Grande Biblioteca Sobre Comunismo

Sim, o trabalhador que apanha dos petistas não estava originalmente com a camisa do Brasil. Mas esta é uma metáfora de nossos tempos.

É bom ter amigos de todas as áreas. Um contador teve a paciência evangélica de me explicar o imbróglio com a Petrobrás, então ei-la aqui. É interessante ressaltar que o pai da contabilidade moderna foi um frade, então está tudo em casa.

Ativo é tudo que a uma empresa tem. Passivo é tudo que uma empresa deve. Como qualquer pessoa, os ativos devem ser maiores que o passivo. Se o passivo fica maior que o ativo e não diminui, é uma questão de tempo para a empresa falir. Quanto menor o passivo em relação ao ativo mais saudável é uma empresa. 

Patrimônio líquido é ativo menos passivo. Se a empresa fechasse e vendesse tudo, pagando suas dívidas, era o quanto sobrava para os sócios ou acionistas.

Se uma empresa tem $100.000 de ativo e $60.000 de passivo e vai ao banco pedir $20.000 emprestado, a conta simples é que 100.000-60.000=$40.000 de patrimônio líquido. É o que o banqueiro pensa para emprestar: "Se a empresa acabar hoje sobram $40.000 então eles podem me pagar os $20.000 que me devem. Empresto".

Porém quem vai acreditar que os$ 100.000 valem $100.000??? Com a palavra do empresário?  Ai entra os auditores contábeis, que atestam que a demonstração contábil está livre de distorções. 

Demonstrações contábeis valem dez centavos a dúzia sem a chancela de uma auditor independente. E o mercado confia e obriga a haver a auditoria. Em outras palavras, uma demonstração contábil é como uma xerox de documento e a auditoria é a autenticação do cartório: O cartório independente atesta que aquela cópia é fiel ao original. A auditoria externa e independente atesta que a demosntração é livre de distorção. Os 100.000 com a auditoria externa dando parecer realmente vale 100.000. 

Qual o problema da Petrobrás? É que noves fora, o que ela diz ser $100.000 eventualmente pode valer apenas 10.000. Não que ela não tenha gasto $100.000, mas é que tanto foi gasto em roubo e corrupção para o PT que na hora do "vamo vê" de vender as coisas só vale $10.000 . É como a refinaria de Pasadena, não vale o que foi pago. Contabilmente se registra o que foi pago e a auditoria testa se o valor pago pode ser recuperado. Se não valer, a contabilidade precisa reduzir. A empresa "empobrece" de volta à realidade.

Refinaria de Pasadena

Explicando de novo, se eu pago por um gol o valor de R$ 120.000 eu não posso dizer que tenho um ativo de 120.000. Devo testar a valor de mercado. Ou seja, tenho um carro de R$ 30.000; que é o quanto me pagariam por ele. E a diferença? Evaporou-se num mau negócio. 

E a demonstração sem auditoria? Vale nada! É como se seu tentasse fazer algum negócio com uma cópia de documento sem autenticação, vale nada!

Ninguém sabe exatamante o quanto foi roubado e superfaturado da Petrobrás. Ninguém sabe o quanto a Petrobrás vale hoje, ninguém sabe o quanto a Petrobrás tem! E a auditoria externa? A auditoria externa pulou fora de auditar as contas da Petrobrás, ela não é besta de meter a mão naquele vespeiro. Eles simplesmente disseram "Não consigo atestar o que está ai, não posso fazer o serviço", o que para bom entendedor é "roubaram até não poder mais e está uma zona essa empresa".

Este é o resumo da ópera... e ópera bufa. 

Para quem tem a memória curta e virá com um hipócrita "não julgueis" para mim, lembro que Fernando Haddad, enquanto ministro da Educação, foi o patrono do KIT-GAY para crianças de escola, em que ensinava a crianças de 11 anos a (não dá para dourar a pílula aqui) se masturbar, ser bissexual (e consequentemente dar o fiofó), e que isso era belo, justo e nobre. Pelo que me consta, como edil da pobre cidade de São Paulo, prossegue no mesmo partido e não se arrependeu de seus crimes. 

É impressionante! Quando ministro da Educação, o senhor Fernando Haddad (PT) autorizou que fossem distribuídos nas escolas filmes em que se afirmava a superioridade da bissexualidade sobre a heterossexualidade e se defendia que travestis usassem o banheiro feminino. Isso é apenas parte das barbaridades. Há outras. - Reinaldo Azevedo

Quanto ao Cardeal Scherer, que tanto elogiei... reconheço que se negasse a comunhão o mundo cairia na sua cabeça, o prefeito pode muito contra a diocese e mesmo no caso da PUC Sua Eminência provou de uma perseguição terrível do PT. E tenho certeza que se ele se movesse contra o PT o papa Francisco seria o primeiro a cortar sua cabeça por afinidades ideológicas.  Complicada sua posição. Vejo pelo seu rosto que a situação não deu prazer a ele. Abstraindo-se as condenações canônica e levando literalmente São Paulo Apóstolo em I Cor 11,27 citado na imagem, "Quem comunga indignamente comunga para sua própria condenação", resta o consolo que Haddad, o ministro do kit-gay, acabou de tomar um veneno potentíssimo. 

Porque o Bem é o veneno para os maus. 

O Padre Vieira, no sermão da Sexagésima, fez uma excelente demonstração de como é culpa dos pregadores porque a palavra de Deus não dá fruto nos ouvintes, seja porque falam empolados demais, simplórios demais, ou simplesmente porque não tem santidade de vida. Recomendo veementemente a leitura. 

Qualquer curso de comunicação ensina que é responsabilidade do emissor modular as suas palavras de forma que os ouvintes compreendam corretamente. Ou seja, eu SOU RESPONSÁVEL pelo que falo e EU SOU RESPONSÁVEL POR SER COMPREENDIDO.

Inclusive eu sou responsável por não dar brecha para que minhas palavras sejam mau compreendidas. Especialmente com a Imprensa, que não será amiga. E é bom que ela não seja mesmo. O nome disso é "media training". Falar com a imprensa é como andar em ovos por cima de um rio de lava. E por isso que eu fujo de repórteres. Mas eu sou um zé ruela, se eu falar bobagem, quem se importa? Porém quando você começa a ser mais importante, deve ser tomado mais cuidado. 

Ou seja, nunca ninguém pode te culpar porque "não compreendeu" algo esquisito que alguém falou. A responsabilidade pelas palavras são do emissor. Portanto não deixe ninguém te enfiar o dedo na cara com hipocrisia se você se escandaliza com algo que algum prelado fala, que vai contra o ensinamento ou tradição. Você não é obrigado a ser indulgente com titica. Quem fala é responsável por se fazer entender. E quem está mais no alto é mais responsável ainda. "Lose lips sink ships". Lábios soltos afundam barcos, diz o ditado da Marinha americana (quiçá até a barca de Pedro!). Quando você está numa posição de comando, "falar bobagem é mais perigoso que fazer bobagem", muito bem disse o Cardeal Mazarin, primeiro-ministro da França. Acho que na Bíblia um quarto dos textos dos livros sapiençais deve ser mandando tomar cuidado com os males da língua solta. E São Tiago em sua carta martela a mesma tecla. E, meu bom Jesus, como precisamos esmurrar esta tecla!!!!! 

Outra coisa, há uma diferença entre FALAR SIMPLES e FALAR COISAS INFELIZES. Jesus falava simples, Santo Agostinho falava simples, São Francisco falava simples, até mesmo o grande Cícero era simples porque falava ao povo. Mas quem ouvisse estes grandes doutrinadores e oradores reconhecia a profundidade do que eles falavam. Jesus assombrava aos doutores até com cinco anos. Era simples, não era simplório. Você fala coisas profundas e nobres com palavras simples como um magnífico castelo é feito de tijolos de barro, não ouro.

Ou seja, quando você abrir a boca, o que foi dito não volta. Mande a mensagem redonda, PENSE ANTES DE FALAR, saiba o que fala e como fala. Depois não adianta mandar porta-voz consertar o estrago e o escândalo. Nem reclamar em blog que ninguém lê.




(Coletâneas de artiguinhos do facebook, no celeuma dos coelhos. A internet deixa os assuntos muito ultrapassados, mas tenho de registrar)



A dar crédito à ultima malfadada entrevista (mais outra!), O papa Francisco vive fora da realidade, francamente! Ele mora na casa Santa Marta, mas tem as muralhas do castelo de Avignon tapando su visão. Desde quando católicos procriam como coelhos? Conta-se nos dedos quem tem mais de três filhos! Olha a Europa morrendo de velhice e falta de filhos! Se os poucos católicos de verdade procriassem lá isso não ocorreria. 

Já as famílias muçulmanas não compram estas bobagens de planejamento familiar, ou melhor, a versão politicamente correta de esterilização voluntária.

Além do mais o salmista é claro, no 127, em afirmar que famílias grandes são uma benção de Deus. O papa que se vire para negar a Davi...

***

"O dogma da inestupibilidade papal" - NINGUÉM é eleito papa sem saber o que cuidadosamente fala e a imagem que deseja passar. Só houve um papa realmente simplório e inocente na Igreja, que foi São Pedro, porque foi escolhido, não eleito (seja pelo conclave, seja por aclamação dos romanos). Quanto aos 267 que o sucederam, todos eles sabiam muito bem onde pisavam antes de chegarem ao cargo.


***

O papa agora tentou explicar a fala dos coelhos. E emendou com um pouco de esquerdismo básico culpando o "sistema econômico".

Estaríamos melhores com os coelhos. 

PS - De acordo com os Cleaners, é proibido citar "mídia mundana". É? Até a favor?

***
A PROFECIA DE SOUTH PARK (escrita há sete anos atrás)
Observem! Observem! Neste episódio Bento XVI é deposto e surge um novo papa que decide eliminar os coelhos


***

Os Cleaners, em sua concepção muçulmana de catolicismo personalista, acrítico e submisso, estão parecendo um formigueiro chutado. Acho que já recebi umas dez vezes este link em que o papa elogia famílias numerosas, em contrapartida com - mais outra - malfadada entrevista que escandaliza os fiéis e é um tapa na cara de quem resiste ao neomalthusianismo compulsório de nossa sociedade. #somostodoscoelhos Em tempo, se você ler a entrevista na íntegra verá que o problema é o mesmo, e pelo contrário, dá brecha para um argumento formidável para tornar-se favorável ao aborto em caso risco de vida da mãe. Leiam. Leiam mesmo. 

Gente, quem tem de explicar a contradição é o papa Francisco. O Senhor disse que uma árvore não pode gerar espinhos e figos. Isaías também foi severo contra os sacerdotes que transformam o amargo em doce e o doce em amargo. Quem muito recebe, muito será cobrado. O papa que explique este figo versus o espinho de anteontem. 

Eu não sou advogado de um homem de 78 anos que tele malícia e esperteza suficiente para ascender ao sempre cobiçado trono de Pedro, trono que já foi de Estevão IV, Clemente V, Inocêncio VIII, Alexandre VI (e isso explica muito sobre a correta relação dos fiéis com o pontífice). Eu tenho certeza que Bergoglio sabe - bem mais que eu - do peso de suas palavras. Se a gente vai com a farinha, O senhor Jorge Mário já veio com o bolo inteiro. Burro ele não é. Distraído ele não é. Pobrezinho de Jesus ele não é. 

Quem tem de se explicar é o papa Francisco, porque a quem muito foi dado, muito será cobrado.

***

"Mostre respeito pelo Sumo Sacerdote!!!" - e paf! o soldado mete um bofetão na cara de Jesus

Qualquer semelhança com o "Quem é você para falar de ..." NÃO É mera coincidência.

***

- Frei Rojão, se o papa na entrevista criticou a mãe por ter uma sétima gravidez de risco, então vocês católicos deveria revisar sua posição contra o aborto pelo menos nos casos de risco da mãe. Ouça o ensinamento do Papa Francisco, o que ele disse foi que nem tudo é valido se ameaça a vida da mãe. Portanto a Igreja precisa rever sua posição neste ponto, não se pode levar adiante gravidez de risco, não é moral querer reproduzir-se como coelho se ameaça a vida da mãe ou que nestes casos é moral usar um método anticoncepcional ou mesmo abortar...

- Ai meu Deus, já começou... Meu Deus, meu Deus, por que nos abandonastes???

***

RESTAURANTE DIOCESANO - PRATO DO DIA:

- Lebre a putanesca ao molho de Abobrinha à romana

***

O Padre Vieira, no sermão da Sexagésima, fez uma excelente demonstração de como é culpa dos pregadores porque a palavra de Deus não dá fruto nos ouvintes, seja porque falam empolados demais, simplórios demais, ou simplesmente porque não tem santidade de vida. Recomendo veementemente a leitura. 

Qualquer curso de comunicação ensina que é responsabilidade do emissor modular as suas palavras de forma que os ouvintes compreendam corretamente. Ou seja, eu SOU RESPONSÁVEL pelo que falo e EU SOU RESPONSÁVEL POR SER COMPREENDIDO.

Inclusive eu sou responsável por não dar brecha para que minhas palavras sejam mau compreendidas. Especialmente com a Imprensa, que não será amiga. E é bom que ela não seja mesmo. O nome disso é "media training". Falar com a imprensa é como andar em ovos por cima de um rio de lava. E por isso que eu fujo de repórteres. Mas eu sou um zé ruela, se eu falar bobagem, quem se importa? Porém quando você começa a ser mais importante, deve ser tomado mais cuidado. 

Ou seja, nunca ninguém pode te culpar porque "não compreendeu" algo esquisito que alguém falou. A responsabilidade pelas palavras são do emissor. Portanto não deixe ninguém te enfiar o dedo na cara com hipocrisia se você se escandaliza com algo que algum prelado fala, que vai contra o ensinamento ou tradição. Você não é obrigado a ser indulgente com titica. Quem fala é responsável por se fazer entender. E quem está mais no alto é mais responsável ainda. "Lose lips sink ships". Lábios soltos afundam barcos, diz o ditado da Marinha americana (quiçá até a barca de Pedro!). Quando você está numa posição de comando, "falar bobagem é mais perigoso que fazer bobagem", muito bem disse o Cardeal Mazarin, primeiro-ministro da França. Acho que na Bíblia um quarto dos textos dos livros sapiençais deve ser mandando tomar cuidado com os males da língua solta. E São Tiago em sua carta martela a mesma tecla. E, meu bom Jesus, como precisamos esmurrar esta tecla!!!!! 

Outra coisa, há uma diferença entre FALAR SIMPLES e FALAR COISAS INFELIZES. Jesus falava simples, Santo Agostinho falava simples, São Francisco falava simples, até mesmo o grande Cícero era simples porque falava ao povo. Mas quem ouvisse estes grandes doutrinadores e oradores reconhecia a profundidade do que eles falavam. Jesus assombrava aos doutores até com cinco anos. Era simples, não era simplório. Você fala coisas profundas e nobres com palavras simples como um magnífico castelo é feito de tijolos de barro, não ouro.

Ou seja, quando você abrir a boca, o que foi dito não volta. Mande a mensagem redonda, PENSE ANTES DE FALAR, saiba o que fala e como fala. Depois não adianta mandar porta-voz consertar o estrago e o escândalo. Nem reclamar em blog que ninguém lê.

***

Como tem hipócrita nesse mundo. Agora o culpado somos nós por supostamente replicarmos a "Mídia Secular" quando o papa fala mais uma das suas. Teve até um fariseu, cujo blog não irei mandar o link porque praticamente não tem acessos, que na esperança de receber acessos publica um print da minha página e diz eu ter feito "crítica abjeta" ao papa além de ter atribuido a mim uma suposta negativa da ação do Espírito Santo na Igreja. Este sujeito é um mentiroso sem vergonha e nem vou o responder. Ele não sabe o que é a palavra abjeta. Deixo a Deus o Seu julgamento, que será severo, porém justo.

Mentiroso, meu senhor, é você. 
Abjeto, meu senhor, é você.
Quer acessos? Trabalhe por eles. Não me calunie.